Encanamento do banheiro: quais são os problemas mais comuns e como evitá-los?

Quando existe a intenção de realizar obras e reformas nas casas, é necessário prestar uma atenção especial ao projeto hidráulico. Isso é essencial para evitar grandes problemas futuros. O projeto hidráulico está relacionado com todas as partes dos encanamentos. Uma parte essencial é o encanamento do banheiro, e é a partir dele que podem surgir problemas futuramente quando menos esperamos, gerando grande impacto e transtorno no cotidiano.

Danos como vazamentos e infiltrações nos canos podem gerar graves consequências. Considerando sua ação a curto, médio e longo prazo em todos os imóveis. Para evitar grandes problemas é necessário fazer projetos hidráulicos bem executados, utilizando materiais de alta qualidade que vão garantir a resistência e durabilidade hidráulica e evitar dores de cabeça.

Responsável pelos transportes, escoamento de água limpa e distribuição hídrica, o encanamento do banheiro é primordial para o imóvel. Logo, deve ser bem programada na obra para impedir problemas futuros. Nesse post falaremos sobre todas as informações a respeito do encanamento do banheiro. Confira!

O que é o encanamento do banheiro?

Antes de se preocupar com qualquer outra coisa sobre o encanamento do banheiro, é primordial saber como ela funciona. Ele serve para abastecer, escoar a água limpa e distribuir a fonte hídrica. Bem como transportar, armazenar e captar água. Logo, os equipamentos que contemplam esse tipo de encanamento são: Caixa d’água, registro e tubulação, planta hidráulica, tubos de ralos e esgoto.

Para reforma e construção do encanamento, é necessário saber o que fazer com tudo isso. É o que você verá no conteúdo a seguir!

Qual o cano mais indicado?

Começando pela compreensão de que os canos mais indicados são os de PVC, isso porque esse tipo de material oferece diferentes benefícios. Eles são leves, o que facilita o manuseio adequado durante a obra e possibilita um maior comprimento, o que evita emendas e tubos adicionais. Normalmente possuem 100 mm, conforme padrão técnico de qualidade, com o objetivo de realizar o escoamento do vaso sanitário.

O que é o respiro no banheiro?

O respiro no banheiro é essencial para evitar cheiros desagradáveis. Além disso, previne a contaminação desse odor para outras regiões do imóvel. É um artifício de ventilação que tem o objetivo de realizar a saída de ar. Ele é ligado ao encanamento do esgoto e depois direcionado para a parte superior dos imóveis, como o telhado.

Como funciona a caixa d’água?

A caixa d’água tem a função de abastecer o local durante o momento de falta de água fornecida da rua. Garante que a água esteja potável, podendo ser feita a manutenção e inspeção regular e adequada. Para fazer o enchimento da caixa d’água, é necessário analisar a necessidade da instalação de bombas. Isso porque as bombas podem garantir a ação da gravidade no trabalho de condução da água.

A mesma deve ficar em local adequado, que é elevado, com uma coluna que gere a pressão suficiente para a saída para as torneiras e para o chuveiro. Logo, a caixa d’água é importante para toda a casa, não somente para o encanamento do banheiro.

Para a instalação da caixa d’água, são necessários recursos como kit de cavalete, que terá a função de ligar o medidor de água da empresa que é responsável pela distribuição da água até a caixa, logo, sua conexão na caixa é fundamental para recebimento e armazenamento. O sistema de tubulação é responsável por conduzir a água do hidrômetro até a caixa. A boia de nível é colocada na parte interna da caixa, dentro da água, e o registro é localizado na saída de água.

O que fazer quando estiver sem pressão?

Quando estiver sem pressão, a melhor solução seria ver se a caixa está instalada realmente no local mais alto. Às vezes é necessário construir um local mais alto para este fim, como uma torre. No entanto, esse processo necessita de custos e demanda um investimento de tempo e dinheiro. Logo, se já não tiver sido feito no momento da construção da obra, uma opção para aumentar a pressão é instalar tuchões ou válvulas transferidoras. Elas são instaladas entre a boia e a saída da caixa.

O objetivo dessas válvulas transferidoras é a utilização da água da rua sempre que possível. Dessa maneira, é possível usar a pressão do abastecimento que é mais frequente em momentos de operações cotidianas. Em tempos de estiagem, acontece a redução da capacidade de abastecimento, logo, quando não há água indo para o sistema a pressão cai, por esse motivo, mesmo com a utilização desse método é possível ainda ter alguns problemas.

Outra possibilidade é utilizar o pressurizador. Ele tem o objetivo de manter a pressão estável na rede hidráulica a todo momento. Isso independe do consumo. É uma opção boa para lidar com a queda da pressão, pois, nesse momento, o sistema é ativado e funciona até atingir a vazão correta, desligando-se de forma automática quando for atingida novamente.

Porém, para a instalação desse equipamento, é necessário considerar o investimento maior em energia elétrica, visto que ele necessita disso para funcionar. Os dois sistemas podem ser utilizados de maneira simultânea em alguns casos. Para que o seu caso seja analisado corretamente, é necessário verificar com um profissional da área.

Registros e tubulações

Após isso, é o momento de ligar as tubulações. Elas são responsáveis por conectar a caixa ao restante do imóvel, como cozinha, banheiro, parte externa e todos os cômodos. Para que haja um maior controle, é necessário instalar um registro de saída das tubulações.

Para o banheiro, existem dois tipos de tubos, os de entrada de água, que são do tom marrom e possuem paredes mais espessas, e os de saída para o esgoto, que tem cor branca. Para tubulações para o vaso sanitário, considerando a caixa de descarga, são utilizadas as que saem da caixa d’água com 3/4 polegadas.

Para modelos que incluem válvulas de pressão, o ideal é escolher tubos de 1 e 1/2 de polegada. As tubulações de 3/4 polegadas são utilizadas no restante do sistema de entrada de água, que também pode ser reduzido para 1/2 polegadas em locais como lavatório, bidê e pia do banheiro.

Quando falamos em registros, existem dois primordiais para o banheiro. Cada um possui funções e características específicas.

O registro de gaveta é hidráulico, ele tem o objetivo de realizar a interrupção do fluxo completo da água na rede. Logo, funciona somente de duas maneiras, aberto ou fechado em sua totalidade. Sua instalação costuma ser feita a 1,90m do piso, mais ou menos. Como tem o objetivo de interromper o fluxo quando necessário, deve ser colocado em um local de fácil manuseio.

O registro de pressão é utilizado com o objetivo de fechar e abrir o chuveiro. Ele aguenta um ciclo intenso de abertura e fechamento, isso porque é utilizado diariamente pois todos que frequentam o ambiente.

Todos os registros devem ser instalados de acordo com as finalidade e as características específicas para que suas funções sejam satisfatórias.

Ralos e tubos de esgoto

Os tubos devem ser instalados de maneira prévia, antes dos acabamentos. Logo, no momento anterior à colocação de pisos, porcelanatos e todos os revestimentos para o banheiro, é necessário que os tubos estejam prontos. É necessário que sejam conectados aos ralos sifonados. Isso evita o surgimento de mau cheiro que vem do esgoto e pode atingir outros ambientes do imóvel.

Logo, é necessário colocar uma camada de 8 cm, pelo menos, de concreto com o objetivo de formar o contrapiso. Tubos de em torno de 100mm são utilizados para o vaso sanitário. Também é necessário que haja um caimento de 2% ou, no mínimo 1 para criar condições favoráveis para escoar a água.

Para instalar os itens hidráulicos para o esgoto, como as pias, é necessário seguir regras de alturas relacionadas ao solo. Elas são: Para o vaso sanitário é necessário 30 centímetros, para banheiras, 50 cm, lavatório, 60 cm, bidê 15 cm. Para o chuveiro é utilizado uma média de 210 a 239 cm. Já à descarga comum, 120 cm é colocado.

Hidráulica do banheiro

Agora chegou o momento da planta hidráulica. Essa planta é um projeto realizado para prever como ficará a instalação da parte hidráulica da casa e do banheiro. É primordial, pois nela estará o posicionamento exato de cada item. A partir da planta é possível garantir um funcionamento adequado relacionado às outras partes da obra. Também é fundamental para obras futuras, pois, quando é necessária uma manutenção, a planta é verificada para evitar danificações aos canos. Logo, os materiais utilizados para a aplicação da hidráulica do banheiro são:

  • Acessórios para pintura;
  • Torneiras;
  • Vasos sanitários e assentos;
  • Ralos e grelhas;
  • Resistência da tubulação
  • Boia com registro;
  • Kits com cavaletes prontos;
  • Tubulação de metal ou PVC;
  • Pisos e revestimentos;
  • Argamassa;
  • Cimento;
  • Pias de banheiro;
  • Chuveiros ou duchas.
  • Tintas.

Como descobrir onde passa o encanamento na parede do banheiro e evitar vazamentos?

Para não causar um grande estrago com um simples furo na parede do banheiro, é necessário tomar cuidados antes de realizar a tarefa. Antes de realizar qualquer tarefa no ambiente, verifique as dicas a seguir para evitar transtornos:

Pegue a planta hidráulica

Antes de qualquer atitude é necessário analisar a planta hidráulica do banheiro. Nela terá informações de onde passam os tubos. Logo, é possível calcular com uma margem de segurança onde realizar os furos e inserções.

Veja quais são as saídas de esgoto e entradas de água

Outro passo importante é verificar as saídas de esgoto, bem como as entradas de água. Os tubos geralmente ficam na horizontal e vertical. Porém, não é uma regra. De qualquer forma é necessário evitar furos perpendiculares à saídas.

Conte com a tecnologia

A tecnologia ajuda a detectar os tubos que ficam nas partes internas da parede com maior precisão. Equipamentos acessíveis como detectores eletrônicos de canos ou scanners podem ser utilizados para essa função. Quando está ainda mais complexo de encontrar a informação necessária, é possível utilizar equipamentos voltados à termografia para encontrar tubos ou vazamentos locais. Esses são equipamentos com um valor mais alto, porém, profissionais da área possuem.

Quais os problemas mais comuns no encanamento do banheiro?

Os problemas mais comuns encontrados no encanamento do banheiro são a baixa pressão de água e cheiro de esgoto que já mostramos anteriormente como lidar no período da construção e reforma. Além disso, pode ocorrer posteriormente tubos com vazamento, drenos entupidos e torneiras pingando.

Para lidar com vazamentos é necessário encontrar a origem do problema, isso nem sempre é possível fazer sozinho, logo, assim que iniciar um vazamento, é necessário procurar a ajuda de um especialista para entender o que está gerando o problema se for interno. Pois pode causar infiltrações complicadas, que geram ainda mais danos se não forem tratadas com urgência. Se o vazamento for externo é mais fácil de resolver, como de torneiras e chuveiros, nesse caso pode-se tentar consertar com veda rosca ou com a troca do equipamento.

Já os entupimentos são mais comuns de acontecer na região do banheiro. Isso porque está exposto a dejetos como cabelo, gordura e às vezes é utilizado de maneira errada, com o descarte inadequado de objetos pelo vaso sanitário e ralos. Logo, é necessário realizar a prevenção adequada para evitar que aconteça. Na sequência do conteúdo apresentaremos todos os detalhes sobre o assunto. Acompanhe!

Como evitar problemas no encanamento do banheiro?

O primeiro passo para evitar problemas no encanamento do banheiro é o planejamento hidráulico eficiente. Esse processo evita grandes problemas futuros. Com todo esse processo mostrado anteriormente em ordem, é necessário agora prestar atenção na manutenção necessária dos encanamentos do banheiro, pois ninguém quer passar por entupimentos. Um passo para fazer isso é limpar os ralos do banheiro.

Nesse local, conforme mencionado, possui grande parte dos encanamentos, o que pode gerar um entupimento do esgoto quando não cuidado da forma adequada. Logo, tomar os devidos cuidados preventivos com pias, ralos e vaso sanitário é primordial para evitar isso.

Por que o encanamento do banheiro está entupido?

O encanamento do banheiro é um dos que sofrem mais riscos de entupir caso não seja tomado cuidados necessários para que isso não aconteça. Isso porque existe a presença de diversos objetos e resíduos no local que podem atingir os encanamentos. Os ralos do banheiro geralmente são obstruídos por presença de cabeços e acúmulo de gordura, e até mesmo queda de objetos no local de forma não intencional.

Existem também casos de descartes de dejetos em vasos sanitários e ralos, o que é muito arriscado para a tubulação, antecipando o caso de entupimentos e podendo até gerar a obstrução imediata do local. Logo, procurar formas de prevenir o entupimento dos locais é fundamental.

Como prevenir o entupimento do vaso sanitário?

Para evitar o entupimento do vaso sanitário, é necessário tomar cuidados quanto à sua utilização. As causas mais comuns disso são a obstrução por objetos jogados nele, como absorventes, fraldas, fio dental, papel higiênico, óleos, restos de comida, entre outros. Esse cuidado aumenta ainda mais em locais industriais, comerciais e hospitalares. O fluxo de água deve ser adequado para manter a higiene local adequada. Logo, para prevenir o entupimento do vaso sanitário, é necessário:

Não descartar restos de alimentos e óleos no local, os mesmos devem ser jogados no ambiente correto para posterior reciclagem. Deve-se utilizar lixeiras para o descarte de papel higiênico, absorventes, lenços umedecidos e todos os objetos de higiene pessoal. O vaso sanitário não deve ser utilizado para descarte de qualquer resíduo, pois pode gerar entupimento.

Como prevenir o entupimento da pia do banheiro?

Para prevenir o entupimento da pia do banheiro é necessário também tomar cuidado com os descartes, sejam eles propositais ou acidentais. Isso envolve fio dental, algodão, restos de maquiagem, cotonete, cabelos, entre outros. Logo, a ação preventiva para isso é:

  • Não jogar objetos de higiene pessoal no ralo, como cotonetes e fio dentais, utilizar a lixeira para isso, assim como papel toalha e embalagens.
  • Ao escovar o cabelo próximo à pia, deve-se retirar os fios do ralo e descartá-los no lixo.
  • Ao utilizar maquiagem próximo à pia, é necessário cuidado redobrado para nenhum item ou resíduo cair no ralo e causar entupimento.

Como prevenir o entupimento do ralo do banheiro?

Para prevenir o entupimento do ralo do banheiro é necessário também evitar o excesso de cabelos, pois é o fator mais comum que gera o entupimento. Também, a presença de gordura pode contaminar o ralo, com a utilização de óleos no banho, por exemplo.

Logo, para evitar isso, limpezas periódicas devem ser realizadas para eliminar os excessos de pelos e cabelos e evitar entupimentos.

Ralos sujos geram grandes problemas, o mau cheiro é um deles. Por isso, é necessário realizar a limpeza constante do ralo do banheiro. A mesma pode ser feita com receitas caseiras. Uma boa dica é providenciar um copo d’água, um de vinagre branco e cinco colheres de sopa de bicarbonato de sódio.

Ferver a água e o vinagre na panela, esperar esfriar, colocar o bicarbonato no ralo e, quando a mistura ferver, colocar no ralo. Esse processo ajuda a eliminar de forma preventiva a gordura local, evitando o mau cheiro. Isso é feito como uma forma de limpar, lembrando que para desentupir é necessário contar com uma desentupidora especializada e não seguir receitas caseiras, pois pode ser perigoso e prejudicial à estrutura.

Como realizar desentupimentos emergenciais?

Para realizar desentupimentos emergenciais soluções específicas e profissionais não necessárias. Isso porque cada caso de entupimento exige diferentes ações. O primeiro passo é realizar a identificação da origem do problema. Isso é feito por empresas especializadas que possuem os equipamentos necessários para isso, bem como as técnicas específicas.

Seguir tutoriais e formas caseiras para o desentupimento não é o ideal a fazer, pois pode gerar danos ainda maiores, como comprometer a estrutura do ralo. Além dos riscos à saúde.

Logo, com essa análise é possível descobrir onde está o entupimento ou vazamento sem a necessidade de quebrar pisos, acabamentos e paredes. Depois da detecção, a técnica adequada será aplicada. Quando existe o entupimento, uma técnica muito empregada por empresas especializadas é o hidrojateamento, que é feito com cabos flexíveis e ponteira adequada para a tubulação. Tudo é feito de maneira estudada, de acordo com a condição da estrutura do encanamento do banheiro, para não gerar danos.

Como contratar uma desentupidora?

A melhor forma de não causar um entupimento no banheiro é a prevenção. Porém, quando já existe um entupimento desenvolvido, é necessário contar com serviços especializados. Para escolher a empresa ideal, é necessário garantir que ela tenha todas as certificações de qualidade, reconhecimento de mercado, bom nome e tempo. Isso fará com que o serviço seja confiável e seguro.

Um bom exemplo disso é a Fortaleza Desentupidora. Empresa presente no mercado há mais de 20 anos. Presta serviços de desentupimento e dedetização para toda a região metropolitana de São Paulo, ABCD e demais regiões do litoral e interior paulista. É uma empresa que garante confiabilidade e segurança em todo o processo de tratamento do encanamento do banheiro.

Por conseguinte, para ter o encanamento do banheiro em bom estado, cuidados são necessários desde a instalação até a prevenção de problemas futuros. Quando existe o processo de construção ou reforma, os produtos devem ser escolhidos de maneira cuidadosa, de acordo com as especificidades de cada material e local onde será aplicado. Isso ajudará futuramente a evitar vazamentos, problemas de pressão da água e diversos problemas.

Além de facilitar a realização de desentupimentos, se necessário, pois a estrutura estará pronta para aguentar. Depois de selecionados os materiais e aplicados, ainda é necessário ter um cuidado preventivo para evitar entupimentos no banheiro. Isso é feito por meio da limpeza adequada dos ralos, evitando gordura e cabelos; não jogar objetos de qualquer tipo no vaso sanitário e evitar que objetos caiam no ralo da pia.

Mesmo com todos esses cuidados, podem acontecer entupimentos. Nesse caso, não é indicado realizar o desentupimento caseiro, pois pode apresentar riscos à saúde dos moradores e também à estrutura do encanamento. O que deve ser feito é a contratação de uma empresa especialista em desentupimento.

A Fortaleza Desentupidora é um excelente exemplo, presente no mercado há mais de 20 anos, possui confiabilidade e segurança em todos os processos.

Gostou do post? Entre em contato conosco!


Fortaleza Desentupidora

Desentupidora 24h em São Paulo.
R. Javaés, 626/630 São Paulo, SP
Tel: 0800-3333-3000

Atendimento premiado

Vencedora por 8 anos consecutivos do Prêmio Internacional Quality Brasil em atendimento.

Garantia de qualidade

Todos os nossos serviços oferecem prazo de garantia.

Sustentabilidade

Respeitamos o meio ambiente e nossos procedimentos incluem apenas descarte de esgoto em estabelecimentos credenciados.


Contato pelo WhatsApp