Já ouviu falar em sanitização de ambientes? Veja como é feita!

Considerando o cenário atual da saúde mundial, é bem claro que todos precisam se preocupar bastante com a limpeza e a higiene, especialmente em locais públicos e espaços comerciais. Para garantir a segurança de colaboradores e clientes, a melhor solução é investir na sanitização de ambientes dentro do seu negócio.

Caso você atue no comércio, especialmente em shoppings centers, esse tipo de procedimento pode fazer toda a diferença na preservação da saúde da sua equipe. Por isso é um investimento tão importante. E para ajudar você a entender melhor como ele funciona, vamos explicar como é feito esse processo, a importância dele e como ele deve ser colocado em prática. Confira!

O que é a sanitização de ambientes?

De forma bem simples, sanitização é sinônimo de desinfecção, ou seja, é uma limpeza profunda, com o propósito de eliminar qualquer toxina, bactéria ou outro agente que possa levar a problemas de saúde. Algo indispensável no cenário atual de pandemia.

O importante a lembrar é que não se trata de um único processo, mas sim de uma série de tarefas que são colocadas em prática simultaneamente, de acordo com as necessidades do seu negócio. Para aqueles onde há maior circulação de pessoas, é interessante ter um pouco mais de rigor com os métodos.

Qual é a importância de investir na sanitização de ambientes?

Já mencionamos como a pandemia de COVID-19 aumentou a importância de investir em higienização em todos os ambientes. Porém, a sanitização continua sendo muito importante, mesmo em condições normais. Veja os motivos.

1. Eliminação de vírus e bactérias

Este é o benefício mais óbvio desse processo de limpeza. Naturalmente, é o objetivo de um processo de desinfecção garantir que qualquer patógeno ou substância tóxica seja removido do local. Isso inclui o coronavírus, assim como qualquer outra doença ou subproduto de trabalho.

É especialmente importante em áreas comerciais, onde há um número muito grande de pessoas circulando todos os dias. Isso aumenta bastante os riscos de infecção, sendo necessário executar alguns desses procedimentos com maior regularidade.

2. Prevenção de problemas respiratórios

Além de pensar na eliminação de bactérias, a sanitização de ambientes também envolve a remoção de resíduos de algumas áreas específicas, como é o caso dos aparelhos de ar-condicionado e sistemas de ventilação internos. Com o tempo, eles acumulam poeira e podem levar a complicações respiratórias para alguns clientes e colaboradores.

Durante o processo de higienização, também é feita a limpeza completa dessas áreas. Dessa forma, quando tais sistemas forem ativados novamente, eles não vão espalhar mais poeira e sujeira pelo ambiente.

3. Reduzir problemas em locais de maior risco

Como já mencionamos, alguns ambientes têm maior necessidade de cuidados, pois envolvem maiores riscos, seja pelo número de pessoas circulando, seja pela exposição a outros fatores. Nesse contexto, a sanitização é indispensável para minimizar esses riscos e garantir a proteção de sua equipe e de seus clientes enquanto eles circulam em sua área.

Como este processo é feito na prática?

Agora que você entende um pouco melhor a importância da sanitização de ambientes no dia a dia, o próximo passo é ter uma noção de como ela é feita na prática. Não é necessário saber todos os detalhes, pois eles devem ser avaliados por profissionais. Porém, ainda é útil entender com o que lidará.

Veja aqui os principais passos para a sanitização.

1. Definição das metas

Antes de começar o processo, é importante definir quais serão suas metas durante sua execução. Isso inclui a extensão do trabalho a ser realizado, o nível de rigor exigido e quais serão as restrições impostas, principalmente no que diz respeito ao tempo de execução.

É importante ter alguma forma de quantificar e acompanhar essas metas à medida que elas são executadas. Caso contrário, você pode ficar perdido ao tentar colocar tudo em prática. Mesmo que as metas sejam simples, elas já ajudam a guiar boa parte do seu planejamento.

2. Planejamento de sanitização

O segundo passo é, com base nas metas estabelecidas, definir qual será o passo a passo até alcançá-las. Para isso serve o seu planejamento de atividades, definindo uma agenda de ações e como cada uma delas será colocada em prática.

Essa parte deve ter o acompanhamento direto de um profissional, pois ele entende com mais clareza como esse processo é aplicado — incluindo também seus detalhes no dia a dia.

3. Alocação de materiais e equipamentos

Com um planejamento em mãos, você já pode começar a implantar seus recursos e fazer a execução das ações. Isso inclui a reunião de produtos, contratação de profissionais qualificados e prover equipamentos de segurança, como luvas, máscaras e afins, para as pessoas envolvidas.

Nesse ponto, é importante ter o seu orçamento bem esclarecido. Sem isso, você pode acabar sem ter todos os recursos necessários para fazer a execução correta da sanitização, o que pode custar bastante em termos de riscos.

4. Revisão do processo

Por fim, mas não menos importante, você e sua equipe devem acompanhar a execução da higienização e garantir que ela será concluída corretamente. Isso inclui encontrar pontos que não foram devidamente desinfetados, além de garantir a limpeza correta após o procedimento.

Depois da aplicação de produtos químicos, pode ser que alguns subprodutos fiquem no local, o que pode causar problemas de saúde para os colaboradores e clientes. Por isso é bom pensar também na remoção correta dessas substâncias.

Qual é a frequência ideal para a sanitização de ambientes?

O intervalo entre uma sanitização e outra pode variar bastante de acordo com o contexto da sua empresa. Em locais com alto risco e/ou muita circulação de pessoas, é importante que elas sejam mais frequentes. Porém, é ideal que haja no mínimo uma sanitização geral a cada mês, especialmente em áreas comerciais.

Mesmo que ainda haja prazo, é recomendado fazer uma sanitização sempre que houver um caso identificado de uma doença contagiosa. Por exemplo, quando um colaborador testa positivo para COVID-19.

Com essas informações sobre a sanitização de ambientes, você já pode começar a se planejar e investir nesse processo. É um pequeno investimento se comparado com a segurança que você pode obter — especialmente quando você conta com uma equipe altamente capacitada.

Se quiser encontrar o time ideal para sanitizar sua empresa durante a pandemia, entre em contato conosco e conheça mais sobre nossos serviços.


Fortaleza Desentupidora

Desentupidora 24h em São Paulo.
R. Javaés, 626/630 São Paulo, SP
Tel: 0800-3333-3000

Atendimento premiado

Vencedora por 8 anos consecutivos do Prêmio Internacional Quality Brasil em atendimento.

Garantia de qualidade

Todos os nossos serviços oferecem prazo de garantia.

Sustentabilidade

Respeitamos o meio ambiente e nossos procedimentos incluem apenas descarte de esgoto em estabelecimentos credenciados.