Caixa de gordura: para que serve e como fazer a limpeza correta?

Será que a gordura que cai na sua pia vai diretamente para o esgoto? Se a sua residência tem uma caixa de gordura, saiba que esses resíduos não vão prejudicar sua tubulação ou o meio ambiente.

Essa ferramenta, apesar de não ser obrigatória, é muito importante para o bom funcionamento da rede de esgoto e é comumente instalada nas linhas defensivas de tubulações de residências e, até mesmo, de estabelecimentos comerciais.

Porém, como a caixa retém gordura, recomenda-se fazer sua limpeza de tempos em tempos, evitando surpresas com o recipiente entupido ou possíveis vazamentos. Continue por aqui e descubra como fazer a higienização correta e sem riscos!

O que é e para que serve a caixa de gordura?

Para limpar corretamente, é bom saber antes do que se trata, de fato, uma caixa de gordura. Esse dispositivo é, realmente, uma caixa que retém as partículas de gordura que caem das pias, ralos e lavatórios.

A sua instalação é necessária para receber os despejos de gordura, resíduos e demais sujeiras que possam chegar às tubulações devido ao preparo de comida, por exemplo. O seu funcionamento é bem simples, pois tudo é feito pelo próprio efeito de empuxo da água que passa pela caixa.

Quando a água vem da cozinha, normalmente com resíduos, ela cai dentro da caixa e, ali, as partículas de óleo e gordura sobem — por serem mais leves. Como essa sujeira se mantém na superfície, a água desce e vai embora pelo tubo que fica posicionado na parte mais baixa do recipiente.

Geralmente, encontramos caixas de gordura desde pequenas, com 18 litros, até maiores, que são fabricadas de acordo com a determinação de engenheiros — para restaurantes ou condomínios, por exemplo:

  • pequenas: 18 litros;
  • padrão: 31 litros;
  • caixas duplas: 120 litros;
  • caixas especiais: tamanho feito sob medida de acordo com o local.

Por que ela é importante?

A caixa de gordura é fundamental justamente por não deixar que a gordura vá embora junto da água pelo encanamento. Se isso ocorre, a gordura no esgoto pode atrair várias pragas que causam doenças, como esquistossomose, leptospirose, cólera, hepatites e até mesmo febre tifoide.

Além disso, o esgoto que contém óleo e gordura contamina o solo e a água dos lençóis freáticos, comprometendo a saúde das pessoas e todo o meio ambiente.

Como a caixa deve ser posicionada?

Por mais que não seja de uso obrigatório pela legislação, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) disponibiliza a norma NBR 8160, para regulamentar a utilização da caixa de gordura.

Nesse caso, a caixa deve ser instalada sempre do lado de fora da residência ou de qualquer outro estabelecimento. Por segurança, também é ideal que seja em um espaço ventilado e com fácil acesso, abaixo do piso e apenas com a sua tampa visível.

Todas essas medidas previnem transtornos como odor desagradável ou possíveis entupimentos que causem sujeira. Dessa maneira, quando você for limpar a sua caixa, não comprometerá os demais ambientes do seu lar ou incomodar vizinhos.

Quais são os materiais mais comuns?

As caixas de gordura que vemos no mercado são feitas ou de alvenaria, com revestimento em argamassa, de concreto ou de PVC — o policloreto de vinila, um plástico conhecido como vinil. Contudo, esse último é o mais ideal, porque é de simples instalação e também facilita bastante a limpeza.

Como limpar a caixa de gordura?

A limpeza da sua caixa de gordura vai depender bastante da sua rotina doméstica. Entretanto, é possível seguir uma média de seis em seis meses como período mínimo para higienização do dispositivo. Essa atitude é essencial, pois as placas de gordura vão se formando na superfície da caixa e, uma hora ou outra, o espaço vai ficar lotado.

É interessante ressaltar que, hoje, existe uma solução biotecnológica, graças a microrganismos capazes de “comer” a gordura. Essas bactérias são vendidas até mesmo em lojas de material de construção e ajudam na degradação dos resíduos presentes nas caixas.

Esse processo é ecologicamente sustentável, já que elimina a gordura do meio ambiente, porém, a limpeza manual ainda é bem-vinda:

  • use os materiais e as ferramentas certas, como espátula ou chave de fenda e saco de lixo;
  • abra a tampa da caixa de gordura;
  • remova a cesta de limpeza da caixa;
  • esvazie o conteúdo e despeje-o em um saco de lixo;
  • raspe o conteúdo para retirar toda a gordura;
  • se preferir, lave a cesta com água e sabão;
  • encaixe novamente a cesta dentro da caixa de gordura;
  • tampe novamente;
  • use equipamentos de proteção, como luvas de borracha e máscara;
  • descarte corretamente o saco de lixo.

Esse procedimento é ideal para caixas de PVC, porém, se a sua caixa for de outro material, como concreto ou alvenaria, é possível recorrer a um aspirador de líquidos ou a uma bomba d’água. Assim, a pressão vai ajudar a remover a gordura das paredes do recipiente e também dos tubos.

Como saber se a caixa está entupida?

Por fim, é bom saber também quando a caixa de gordura está demonstrando sinais de entupimento. Para saber que isso aconteceu, basta observar as seguintes características:

  • se está vindo um mau cheiro dos ralos da casa;
  • se também há resíduos voltando da tubulação e saindo pelo ralo da pia;
  • se o fluxo de água da residência está mais lento;
  • se existem resíduos vazando ou transbordando pela tampa da sua caixa de gordura.

É fundamental não esperar que essas coisas aconteçam, afinal, pode ser tarde demais para realizar uma simples limpeza. Afinal, a prevenção é o melhor caminho para que você conserve a integridade de toda a tubulação da sua casa.

Além de dar atenção a esses detalhes, também elimine o hábito de despejar óleo, gordura ou qualquer outro resíduo pelos ralos, incluindo restos de comida. Outra dica é jogar água fervente na pia de vez em quando, para que a gordura agarrada no encanamento se solte e chegue à caixa de gordura.

Porém, tenha atenção! Nunca utilize a água quente para limpar a caixa em si — e o mesmo vale para o uso de soda cáustica. Isso porque esses recursos vão diluir a gordura, fazendo com que ela vá embora pelo encanamento junto da água. Não é isso que queremos, certo? Afinal, a caixa de gordura serve justamente para não deixar isso acontecer.

Agora que você já sabe o que é e como cuidar da sua caixa de gordura, pode ficar com a consciência tranquila em relação aos encanamentos da casa. Além de prevenir entupimentos e transbordamentos desagradáveis, você ainda vai colaborar com o meio ambiente, adotando uma atitude sustentável.

Definitivamente, é melhor prevenir do que remediar, mas, se o seu esgoto entupir, também é com saber o que fazer. Por isso, confira agora qual é o melhor método para o desentupimento de esgoto!

 

 


Fortaleza Desentupidora

Desentupidora 24h em São Paulo.
R. Javaés, 626/630 São Paulo, SP
Tel: 0800 3333 3000

Atendimento premiado

Vencedora por 8 anos consecutivos do Prêmio Internacional Quality Brasil em atendimento.

Garantia de qualidade

Todos os nossos serviços oferecem prazo de garantia.

Sustentabilidade

Respeitamos o meio ambiente e nossos procedimentos incluem apenas descarte de esgoto em estabelecimentos credenciados.