Como desentupir tubulação com gordura? Descubra!

Tubulação com gordura é um transtorno bastante comum e que faz parte do cotidiano de muitas pessoas. O que a maioria delas não sabe é que o problema é causado pelos seus próprios hábitos.

Diferentemente do que muita gente imagina, sujeiras jogadas nos ralos nem sempre vão embora com a água. Um dos principais vilões dos encanamentos é o óleo.

O óleo que muitas pessoas derramam pelo ralo esfria e cria uma crosta no cano, causando entupimento. Isso também vale para restos de comida. Por isso, antes de lavar a louça, jogue fora todas as sobras que ficaram nos pratos, copos e nas panelas. Nunca jogue nada sólido pelo ralo e pela descarga.

A boa notícia é que, em alguns casos, você mesmo pode resolver o problema. Confira nossas dicas sobre o assunto e saiba como desentupir tubulação com gordura de bastante forma simples.

O que faz acumular gordura na tubulação?

Para começar a lidar com esse problema, o primeiro passo é entender as causas, concorda? Os canos da tubulação funcionam de um jeito parecido com as veias e artérias do nosso corpo: enquanto o encanamento transporta a água, nossas artérias transportam nosso sangue.

Se comermos alimentos pouco saudáveis, a gordura e o colesterol vão se acumular nos nossos vasos sanguíneos e causar entupimentos, e podemos ter sérios problemas. A ideia é exatamente a mesma: a gordura que derramamos na pia se acumula, desce pelo ralo e fica dentro dos canos, começando já no sifão.

A gordura tem uma característica química que faz com que ela se agrupe. Por isso, geralmente é tão difícil de fazer com que ela largue da panela — dos potes de plásticos, então, nem se fala!

Então, se hoje você deixa cair um pouquinho de óleo no cano e ele desce sem causar problemas, tudo bem. Mas, quando fizer o mesmo amanhã, ele não vai embora junto da água. Apenas vai se agrupar com o que foi jogado antes e assim por diante.

Essas camadas vão prender outras coisas que por ali passarem, como restos de comida, pedaços de papel, a tampinha do detergente que caiu sem querer, um canudinho do chocolate ao leite que a criança enfiou no ralo. Tudo o que você imaginar vai ficar grudado no óleo ressecado e endurecido que se acumulou nos canos durante muito tempo, como um inimigo silencioso que foi ganhando força.

Mas detergente não quebra a gordura?

Sim, o detergente tem um poder chamado de tensoativo. Ele consegue fazer uma força nas moléculas da gordura que obriga todas a se afastarem, por isso é muito mais fácil lavar as louças com ele.

Mas você também precisa da esponja ou da palha de aço para lavar pratos e panelas, não é? Então, mesmo que jogue detergente nos canos, não dá para tirar toda a gordura acumulada ali. Uma parte continua presa às paredes da tubulação e, aos poucos, novas camadas vão ficando grudadas, prendendo a sujeira que passar todos os dias pelo caminho.

Para piorar, o sifão da pia tem aquele formato em U ou S, justamente para impedir que objetos estranhos e restos de comida entrem direto no encanamento e causem entupimentos na parte mais funda da tubulação. Por que, precisamos concordar: é mais prático fazer um desentupimento no sifão do que ter que resolver problemas na parte mais profunda do sistema de esgoto, concorda?

Os canos entupiram mais durante a pandemia

Parece que são dois assuntos completamente diferentes, mas você sabia que durante a pandemia, aconteceram mais entupimentos de cano? Vamos parar para pensar: as famílias estavam em casa, em isolamento, usando muito mais sua cozinha.

As pessoas que antes almoçavam e jantavam fora começaram a usar suas panelas para cozinhar em casa e sua louça para comer em família. Mesmo quem pede delivery geralmente usa seus talheres ou até mesmo pratos e copos, tendo que usar a pia depois.

Além disso, quem trabalhava fora começou a ficar em casa, fazendo seus serviços em home office, certo? Então, toda a rotina de usar banheiros e comer na empresa passou a ser feita em casa.

Por último, quem estava fora e ficou em casa o dia todo, sem ter o que fazer e inventando mil formas de aprontar para driblar o tédio? Elas mesmo: as crianças!

A gente sabe que criança inventa de tudo para passar o tempo, inclusive joga coisas onde não deve: derrama resto de comida na pia, enfia canudinho no ralo, despeja tudo o que não deve no sanitário. Muitos problemas de encanamento entupido são causados por crianças que resolvem mandar algo pela descarga abaixo. Pois é, os canos enfrentam de tudo!

Por que é arriscado derramar óleo direto na pia?

Mas qual o problema de derramar óleo na pia? Bom, já vamos adiantando que as dores de cabeça vão muito além do cano entupido. Esse óleo, descartado da forma errada, traz uma série de problemas para sua casa e sua família, mas não é só isso. Vamos entender melhor as várias questões envolvidas.

Presença de pragas urbanas

Para começar, o óleo é um material orgânico que apodrece, assim como os restos de comida que ficam presos nele. Isso atrai pragas urbanas. Ratos, mosquitos, baratas e outros insetos e roedores, bem como aracnídeos, incluindo escorpiões, são atraídos pela sujeira presa nos esgotos.

Só a presença desse tipo de praga já é suficiente para expor sua família ao risco de várias doenças, incluindo toxoplasmose, febre amarela, hepatite, leptospirose, dengue e muitas outras.

Vazamentos e infiltrações

Além disso, o risco de entupimento traz a possibilidade de vazamentos e infiltrações. A água, que pode transbordar ou se infiltrar nas paredes, pode deixar o piso escorregadio ou causar mofo, trazendo outros problemas.

Alguém pode se acidentar, e o mofo — como sabemos — é extremamente tóxico, sendo o causador de inúmeros problemas respiratórios. Isso sem falar que a água infiltrada nas fundações pode colocar em risco a própria estabilidade do imóvel.

Dependendo do nível de gravidade do entupimento, você pode ter que fazer obras na sua casa. Ninguém quer se submeter a isso, enfrentando aquele quebra-quebra para resolver um problema que podia ter sido evitado, concorda?

Água acumulada na pia

Outro problema que a tubulação com gordura causa é o acúmulo de água na pia. Com o entupimento dos canos, a água demora a escoar. Quando você vai lavar a louça, a cuba parece uma pequena piscina. Às vezes, a demora é tanta que a água chega a transbordar. Isso é muito incômodo porque molha toda a pia e ainda pode chegar a derramar no chão, causando uma grande sujeira.

Mau cheiro no ambiente

Você já esteve em um lugar com cheiro ruim? Então, sabe como é incômodo. Tem gente que é tão sensível a isso que tem até dor de cabeça.

A cozinha costuma ser o coração de uma casa. É lá que preparamos a comida da família, fica a geladeira e, normalmente, a sala de jantar fica pertinho. Quem gosta de fazer suas refeições em um lugar fedido? É difícil até receber visitas em um ambiente malcheiroso.

Por isso, a gordura acumulada na tubulação é tão incômoda. Ela faz subir um cheiro fétido pelos canos e ele contamina o ambiente. Esse fedor é provocado pela decomposição da matéria orgânica tanto do óleo quanto dos restos de comida fermentando ali.

Danos ao meio ambiente

Você sabia que o óleo descartado na pia vai parar no meio ambiente? Isso mesmo. Ele contamina o solo, polui nascentes, leitos de rio e prejudica a vida de inúmeros animais. São vários os prejuízos ambientais e econômicos que as pessoas provocam ao jogarem óleo na pia ou no vaso sanitário.

Para começar, ele polui a rede de esgotos e também causa entupimento no sistema de drenagem das águas pluviais, dificultando a passagem das águas da chuva. Isso aumenta o risco de enchentes e alagamentos.

Quando causa entupimentos nessas galerias de esgoto, o município — responsável pela manutenção — precisa usar produtos químicos poluentes para fazer o desentupimento, causando mais danos ao ambiente e tendo mais gastos desnecessários.

E mesmo com tratamento, nem todo óleo é retirado da água: uma parte acaba poluindo as águas e sendo absorvido pelo solo, poluindo os lençóis freáticos e sendo absorvido pelas plantas.

Para ter uma ideia do tamanho do dano causado, apenas uma lata de óleo de cozinha pode poluir cerca de um milhão de litros de água, que é o que uma única pessoa leva cerca de 14 anos para consumir.

Caixa de gordura evita entupimento dos canos?

Sim, o papel da caixa de gordura é justamente o de evitar que ela siga para os canos e se acumule neles. Toda a estrutura dos encanamentos da sua casa é pensada para evitar o entupimento.

Por exemplo, aquela forma do sifão da pia em U ou em S, como já dissemos, é feita para que a sujeira fique presa ali. Claro que isso faz com que ele precise de limpeza periódica, mas antes o sifão que o encanamento debaixo do piso, certo?

Então, depois de descer para o piso, a água da pia desce para a caixa de gordura. A caixa é ligada na tubulação por uma abertura na parte de baixo, que tem um filtro. Como a gordura é mais leve que a água, ela fica flutuando. A água que está embaixo consegue passar pela abertura, mas a gordura, não.

Como o tempo, ela se acumula, isso faz com que periodicamente, você precise pensar na limpeza da caixa de gordura. Uma empresa especializada pode ajudar muito nisso, trazendo o material e os equipamentos adequados, além de equipe especializada. Ela faz todo o serviço em segurança, sem sujeiras e com muita eficiência e rapidez.

É muito importante pensar nessas ações como uma agenda de manutenção da sua casa. Ninguém gosta de surpresas nem de enfrentar problemas inesperados. Então a melhor forma é se prevenir. Quando você se organiza e periodicamente cuida da sua residência, sem esperar que as dificuldades apareçam, tem mais economia, segurança e tranquilidade.

Nesse caso, por exemplo, ao agendar o serviço de limpeza, você evita ter que contratar outro serviço mais complexo, que é o desentupimento da caixa de gordura (sim, ela também entope).

Como se prevenir contra a tubulação com gordura?

A dica que acabamos de dar é uma das mais importantes: mantenha uma agenda de manutenção da sua casa. Anote datas para solicitar uma limpeza do sifão da pia e da caixa de gordura.

Mas no dia a dia, você pode tomar medidas preventivas que vão ser muito úteis para deixar sua casa segura e saudável para os moradores. Por exemplo:

  • use um filtro no ralo: é uma forma de evitar que sujeiras maiores entrem e grudem na gordura que pode estar presente na tubulação;
  • jamais jogue óleo usado na pia: separe as sobras para fazer o descarte correto;
  • limpe a pia com detergente depois de lavar a louça;
  • jogue um a dois litros de água fervente quando terminar a limpeza;
  • você também pode derramar uma colher de bicarbonato no ralo uma vez por semana.

Então, o que fazer com sobras de óleo?

O melhor a fazer é ir juntando o óleo de cozinha velho em garrafas PET. Se tiver óleo acumulado de frituras (como das batatinhas fritas, bolinhos de chuva etc.), você pode passar por um funil em uma garrafa PET e tampa-la bem, guardando em um lugar seguro, longe do alcance de crianças e animais para que ninguém derrame ou use de forma indevida.

Quando juntar e tiver enchido as garrafas, procure uma ONG que faça a retirada ou entregue em postos de coleta. Antes, procure se informar qual é a quantidade mínima que aceitam para doação, assim você se programa para fazer a entrega quando alcançar esse total.

Descartar óleo queimado

Algumas pessoas acham que o óleo sujo, queimado ou reutilizado não serve para ser reaproveitado, mas essa é uma ideia errada. Esse óleo, na maioria das vezes, é usado em um processo de saponificação — ele é usado para produzir diversos tipos de sabões e sabonetes.

Toda a matéria orgânica presente no óleo é consumida. Assim, não tenha receio: pode juntar o óleo nas garrafas, independentemente do estado em que ele estiver.

Mas aqui vai uma dica de ouro para sua saúde: evite reaproveitar óleo em mais de uma fritura em casa. Algumas pessoas guardam óleo e usam mais de uma vez. Isso faz muito mal à saúde, pois quando isso acontece, uma substância que causa câncer é produzida (a acroleína).

Pontos de descarte de óleo de cozinha

Se você não sabe onde descartar o óleo usado, a dica é procurar a Secretaria do Meio Ambiente da sua cidade. Provavelmente ela terá uma lista de pontos de descarte e de coleta para informar a você.

Em São Paulo, por exemplo, existe a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, que implantou uma iniciativa de coleta nos parques da cidade. Assim, os paulistanos podem descartar o óleo no parque mais próximo de casa e ajudar a preservar a natureza. Alguns parques com pontos de coleta são:

  • Aclimação;
  • Anhanguera;
  • Barragem de Guarapiranga;
  • Carmo;
  • Cemucam;
  • Central Itaim;
  • Ciência;
  • Colina de São Francisco;
  • Ibirapuera;
  • Independência;
  • Jacintho Alberto;
  • Jardim da Luz;
  • Jardim Herculano;
  • Lions Clube Tucuruvi etc.

Outras formas de uso

O óleo descartado do uso doméstico tem várias utilidades. Ele pode ser usado para fabricação de biodiesel, sabão, tintas, massa de vidraceiro e muito mais. Isso é ótimo para incentivar a sustentabilidade e a reciclagem.

Inclusive, caso você queira aproveitá-lo, saiba que existem pessoas que usam esse óleo para fabricar sabão caseiro. Existem vários vídeos na internet ensinando a fazer isso, mas é preciso cuidado pois envolve o uso de produtos químicos corrosivos.

As receitas geralmente envolvem os seguintes ingredientes:

  • óleo de cozinha usado;
  • soda cáustica;
  • água fervida;
  • álcool.

É possível fazer sabão em barra e sabão líquido, além de outros produtos, com receitas simples, para uso doméstico em atividades mais simples, como limpeza pesada.

Algumas pessoas também fazem sabão de coco usando água, açúcar, coco ralado, vinagre e sal, sem uso de soda cáustica. São opções melhores, pois não têm os riscos de lidar com soda. Você também pode encontrar as receitas pela internet.

Tem várias opções disponíveis, todas elas muito melhores que simplesmente jogar o óleo usado na pia e entupir os encanamentos, porque além de fazer mal e dar dor de cabeça, isso ainda contamina o meio ambiente.

Como resolver o problema da tubulação com gordura?

Quando a situação ainda não chegou em um nível mais grave, você pode tentar algumas medidas caseiras. Afinal de contas, desentupir cano de pia não parece ser algo tão difícil, não é mesmo?

Tem um certo nível de sucesso nessa atividade, mas é importante tomar uma atitude quando você começar a notar que a água está demorando a descer pelo ralo, certo? Se o problema se agravar, vai ser complicado resolver isso sem ajuda profissional.

De toda forma, reunimos algumas dicas com as medidas mais eficientes para ajudar você a melhorar a situação. Confira!

Detergente com água quente

Esse provavelmente é o procedimento mais simples, já que você vai precisar apenas de dois itens que certamente tem em casa. A intenção é dissolver a gordura que está impedindo a água de passar. Veja o que deve fazer:

  • retire toda a água da pia e do sifão (se for o caso);
  • despeje detergente no ralo e ao redor do cano;
  • deixe agir por 30 minutos;
  • finalize derramando 1 litro de água fervente.

A água quente consegue romper algumas ligações das moléculas de gorduras. É o mesmo que acontece quando você põe, por exemplo, a manteiga para aquecer em uma frigideira. Ela fica mais líquida e se movimenta melhor.

Nos canos, com esse efeito, a gordura desliza e segue adiante. Mas é preciso lembrar que ela não deixa de existir, ou seja: vai esfriar e parar em outro ponto da tubulação.

Bicarbonato de sódio e vinagre

A mistura tradicional de bicarbonato de sódio e vinagre também é muito útil quando se trata de desentupir tubulação com gordura. Quando você junta os dois, não percebe uma efervescência? Pois é ela que desgruda a sujeira que ficou grudada na parede dos canos. Confira como colocar isso em prática:

  • coloque duas colheres de bicarbonato dentro do cano;
  • despeje vinagre no mesmo local;
  • abafe com um pano por 30 minutos;
  • jogue água fervente no entupimento.

O efeito seria melhor se pudéssemos pegar uma escovinha e esfregar a superfície, mas como não temos como acessar a parte de dentro do encanamento, o jeito é esperar que o bicarbonato e o vinagre consigam fazer o máximo de efeito e sejam ajudados pela água quente.

Uso do desentupidor

Muita gente tem um desentupidor em casa, pois eles são úteis e fáceis de usar. Não é diferente quando se trata de desentupir tubulação com gordura. Apenas siga o passo a passo:

  • coloque água no ralo (se for o caso);
  • posicione o desentupidor sobre a abertura do tubo de saída bloqueado e faça pressão até sentir que ficou firme e vedado;
  • movimente o cabo do desentupidor para cima e para baixo. Dessa forma, a gordura vai ser empurrada cano abaixo;
  • afaste o desentupidor e veja se a água está descendo normalmente. Se for preciso, repita todo o processo.

Nenhuma das dicas acima deu certo? Então, não tente forçar a sujeira com nenhum tipo de objeto rígido, como cabos de vassoura. Isso pode rachar ou quebrar os canos, causando um transtorno ainda maior.

Por mais que pareçam resistentes, os canos de PVC podem ressecar com o tempo e ficarem muito frágeis, com pouca capacidade de resistir à pressão de uma batida. Além disso, qualquer pequena rachadura ou um rosqueamento que ficou mal feito podem ser um ponto de fragilidade. Assim, basta um erro de cálculo para quebrar um cano e causar um vazamento difícil de resolver.

Também evite utilizar qualquer tipo de produto químico, como a soda cáustica. Além de danificar o encanamento, ela oferece riscos para a saúde e é prejudicial ao meio ambiente. As embalagens dos produtos costumam indicar o uso deles em conjunto com água quente, mas isso libera vapores altamente tóxicos, que podem causar danos e sangramentos nas vias aéreas e até asfixia. Por isso, todo cuidado é pouco ao manusear esse tipo de produto. O mais prudente a fazer é evitá-los.

Nesse caso, a melhor solução é chamar ajuda profissional para desentupir a tubulação com gordura. Contratando uma empresa especialista em desentupimento, você resolve o problema de uma vez por todas e garante tanto a segurança da sua família quanto do seu imóvel.

Como uma desentupidora profissional pode ajudar?

Uma desentupidora não é apenas uma empresa comum que está acostumada a fazer o serviço pesado. Existe todo um conhecimento técnico sobre sistemas hidráulicos e os cuidados com a tubulação, as redes de esgoto e os sistemas de drenagem envolvidos.

Para ter uma ideia, as ações a serem tomadas são diferentes para cada tipo de tubulação. Por exemplo, as ações para o desentupimento de sistemas de água potável, como das torneiras e do chuveiro são diferentes daquelas tomadas no desentupimento em rede de esgoto. As medidas de identificação da causa, bem como a correção do problema são feitas de forma diferente e com cuidados específicos.

Quando você contrata uma empresa especializada, está chamando profissionais que se especializaram no assunto e que investiram nas melhores ferramentas para não danificar a infraestrutura da sua casa. Além disso, eles vêm com equipamentos de proteção para garantir a própria segurança física e de seus clientes (no caso, você e sua família), durante todos os procedimentos que forem realizar.

Qualquer pessoa que mexe com isso sem o conhecimento necessário pode causar danos no imóvel, causar problemas maiores ou até mesmo danificar o encanamento, tendo que ter mais gastos que o necessário. Por isso, o melhor é deixar que alguém que entende resolva o problema de forma mais fácil, rápida e segura.

Você está passando por isso e precisa de ajuda? A Desentupidora Fortaleza pode ajudar! Com nossa experiência, podemos avaliar a situação, dar um diagnóstico e solucionar qualquer situação de tubulação com gordura, acabando com sua dor de cabeça de uma vez por todas. Entre em contato conosco agora mesmo!


Fortaleza Desentupidora

Desentupidora 24h em São Paulo.
R. Javaés, 626/630 São Paulo, SP
Tel: 0800-3333-3000

Atendimento premiado

Vencedora por 8 anos consecutivos do Prêmio Internacional Quality Brasil em atendimento.

Garantia de qualidade

Todos os nossos serviços oferecem prazo de garantia.

Sustentabilidade

Respeitamos o meio ambiente e nossos procedimentos incluem apenas descarte de esgoto em estabelecimentos credenciados.